Brel

Jorginho Na Escola

O personagem Jorginho esteve presente por meio da literatura bilíngue em todas as salas de aula do turno matutino da UMEF Professora Nice de Paula Agostini Sobrinho (6°-9° ano). A professora da disciplina de Libras, Alhandra Lanças, trabalhou o vocabulário relacionado a expressividade artística usando o quarto volume da coleção Jorginho Pelo Brasil. O livro tem como proposta que o professor desenvolva as diversas maneiras de se expressar por meio da arte, de forma que ao finalizar a leitura os alunos sejam incentivados a criar trabalhos artísticos utilizando uns aos outros como meio de inspiração. Despertando um olhar sensível para o outro e para tudo que nos cerca em nosso cotidiano.

Foi abordada em sala a explicação do conceito de literatura bilíngue, enfatizando a presença de duas línguas diferentes em um mesmo livro; Os alunos tiveram contato com o livro de literatura bilíngue, destacando as diferentes línguas e sistemas de escrita utilizados e compreenderam a importância de explorar diferentes línguas e culturas através da leitura.

Após explorarem bastante os recursos do livro os alunos tiveram contato com o próprio autor do livro e puderam trocar experiências entre si. 

Os alunos surdos fizeram a leitura do livro em sua L1 – Libras para algumas turmas e contaram com a presença de uma professora surda, Amanda Freitas. A presença da Amanda tornou o momento de contação da história ainda mais especial, ressaltando a literatura bilíngue e dando lugar de destaque à Língua Brasileira de Sinais gerando nos alunos ouvintes a curiosidade, interesse e aprendizado de sinais básicos da Libras. Foi um momento rico em troca de experiências entre as culturas surda e ouvinte.

Durante a leitura foi aplicada uma dinâmica em que cada página era lida duas vezes. Na primeira leitura realizada pelos surdos os alunos ouvintes tentavam descobrir o nome no português dos sinais dentro daquele contexto por meio de suas percepções sobre sinais icônicos, expressões faciais e corporais (alguns dos parâmetros que regem a Libras). Para a fixação do vocabulário contextualizado os alunos faziam junto com os surdos novamente a leitura da página. Os alunos também puderam trabalhar noções de tradução interagindo com a professora Alhandra Lanças escolhendo juntos possíveis frases na estrutura do português que traduzissem a leitura em Libras dos surdos.

As turmas do matutino já haviam sido inseridas ao universo do Mundobrel por meio de dinâmicas aplicadas pela professora Alhandra Lanças que se utilizou do material didático de apoio dessa coleção. O Jogo dos Estados e o Tapete de Histórias (Mapa do Brasil) da coleção de livros Jorginho Pelo Brasil foram utilizados em uma dinâmica onde foi sorteada uma peça (almofadinha) do jogo para cada aluno da sala. Na dinâmica cada aluno executou o sinal referente a um estado brasileiro a fim de que a sala descobrisse seu nome em português. Após isso, os alunos procuravam nas regiões do Brasil onde esse estado se localiza no mapa exposto na frente da sala.

as dinâmicas de aprendizagem, consideradas como um instrumento educacional facilitador da aprendizagem, aparecem como opção lúdica para dinamizar a relação ensino/aprendizagem. Através do seu uso, efetivamente pode-se aplicar a teoria a prática, uma vez que esse instrumento serve como um feedback para que o professor possa fazer uma análise dos procedimentos metodológicos utilizados, além de despertar a criatividade e criticidade dos sujeitos envolvidos, professor e aluno. Para os discentes há uma perspectiva de aprender os conteúdos de maneira mais prazerosa, que contribua para despertar sua atenção, criatividade e imaginação (SILVA; SILVA, 2012, p. 132-133).

já cumprem a função de estabelecer contato na comunicação entre professor e aluno, alterando a monotonia das aulas exclusivamente verbais. Esses materiais ainda podem substituir, em grande parte, a simples memorização, contribuindo para o desenvolvimento de operações de análise e síntese, generalização e abstração, a partir de elementos concretos (FREITAS, 2007, p. 24).

A dinâmicas realizadas pela professora Alhandra Lanças contribuíram para que os alunos já estivessem familiarizados com os sinais dos estados e com o universo do Jorginho para um maior proveito da leitura do quarto volume da coleção.

Após a leitura foi realizada na aula uma roda de conversa onde os alunos ouvintes fizeram perguntas direcionadas aos surdos convidados. Neste momento puderam aprender mais sobre a cultura surda, identidade surda e sobre o cotidiano dos surdos presentes. O trabalho em sala de aula foi avaliado pela equipe bilíngue da escola como algo positivo pois incentivou a empatia dos alunos e despertou o interesse em aprender uma língua oficializada em 2002, por meio da lei no 10.436 que a reconheceu como a língua oficial da comunidade surda bem como o decreto federal n 5.626/2005 que regulamentou essa lei.

Como encerramento do ciclo de atividades envolvendo o quarto volume da coleção Jorginho Pelo Brasil os alunos realizaram um caderno de atividades. Uma das atividades proposta pelo caderno era de que os alunos traduzissem o gibi “Faminto”, que faz parte da coleção Histórias do Brel, para o português.

Além das atividades que envolveram a tradução como tema os alunos realizaram atividades onde puderam trabalhar a criatividade ao criarem tirinhas.

Sem dúvidas, o Jorginho amou conhecer cada aluno e poder fazer parte desses momentos tão incríveis onde a cultura surda ganhou o espaço das salas de aula. 🤟🏽

Jorginho Na Escola Read More »

Passeio

Em setembro de 2023 os alunos surdos de 20 escolas de Vila Velha participaram de uma aula de Skate com o professor Junior. Aproveitamos a oportunidade do passeio na Ponta da Fruta para trazê-lo para dentro da disciplina de português da professora Elizabeth Tostes na UMEF Professora Nice de Paula Agostini Sobrinho.

O Mundobrel desenvolveu um material bilíngue que foi aplicado em todos os alunos surdos da UMEF Professora Nice de Paula Agostini Sobrinho e disponibilizado para as demais escolas envolvidas. Nesse material os alunos puderam ter os comandos das atividades representados pelo Brel em sua língua materna, Libras. O Brel é um personagem ilustrado que dialoga em Libras com os alunos.

Mais do que se trabalhar o ensino da gramática o material didático “Passeio” se propôs a tornar o português escrito algo mais próximo do cotidiano dos alunos surdos. Sobre a importância da usabilidade da L2, Possenti (1996, p. 54) diz que:

Em outras palavras, se ficar claro que conhecer uma língua é uma coisa e conhecer sua gramática é outra. Que saber uma língua é uma coisa e saber analisá-la é outra. Que saber usar suas regras é uma coisa e saber explicitamente quais são as regras é outra. Que se pode falar e escrever numa língua sem saber nada “sobre” ela, por um lado, e que, por outro lado, é perfeitamente possível saber muito “sobre” uma língua sem saber dizer uma frase nessa língua em situações reais.

Para isso, dentro do caderno de atividades os alunos criaram legendas para fotos onde eles eram os protagonistas. O intuito foi mostrar para eles que o português está inserido em diferentes contextos da vida, inclusive no contexto social. Por meio da atividade “Passeio” a professora Elizabeth Tostes trabalhou em sua aula a importância de se escrever dentro da gramática normativa para que se tenha clareza na mensagem que queremos transmitir.

Foi percebido durante a aplicação do material que os alunos se sentiram incentivados a escrever em sua L2. A atividade contextualizada trouxe a experiência de vida dos alunos para dentro da sala de aula tornando o ensino mais familiar. O envolvimento entre os pares linguísticos tornou o trabalho ainda mais proveitoso. Foi perceptível o quanto o material bilíngue contribuiu para a aprendizagem dos alunos.

Passeio Read More »

Super

O material didático “Super” foi desenvolvido pelo Mundobrel com o objetivo de estimular o aluno a produção de uma história, o aprendizado da L2 a partir da sua L1, a escrita dessa história em sua L2 e o registro bilíngue (texto e vídeo) da literatura produzida em sala de aula.

O material se trata de uma história guiada onde os alunos escolhem cenários propostos pelo autor onde como resultado final os alunos se tornam coautores de uma história sobre “super-heróis”. 

O material didático mescla o mundo lúdico da literatura com os comandos de atividades que o aluno já tem como de costume na sala de aula. O material começa apresentando o personagem Jorginho com seu nome no português, seu nome visual como também suas características. O Jorginho é apresentado como um personagem que ama a leitura e por meio dela viaja para histórias utilizando sua imaginação. O personagem convida o aluno a entrar em seu mundo, o Mundobrel.

Nesta história Jorginho está no seu quarto em um horário de lazer. Neste momento da atividade o aluno pode criar um super-herói ou se utilizar de um personagem já criado por outro autor anteriormente. Deve escolher um nome para esse personagem, uma idade e um super poder (intitulado no material como habilidade para que a palavra no português chegasse mais perto da ilustração em Libras do material).

Vai tudo muito bem até que um perigo surge na história e os alunos devem propor uma solução…

Agora você pode conferir os vídeos que são frutos do trabalho realizado na disciplina de português na Umef Professora Nice de Paula Agostini Sobrinho. Os alunos Sávio Felipe e Daniel Pereira apresentam para vocês suas histórias.

Participantes do projeto: Eliete Angela Inocente Bertolo, Elizabeth Souza Tostes e Gabriel Medeiros de Queiroz.

Super Read More »

Literatura Surda no Palácio Anchieta

Tive a oportunidade de participar no Palácio Anchieta (ES) nessa segunda (12) da cerimônia de posse dos novos membros do Conselho Estadual de Cultura (CEC), eleitos para o biênio 2023/2025. Também aconteceu o lançamento coletivo dos livros contemplados pelos editais de literatura da Secult. Muito feliz em poder falar no evento sobre o quão valiosas são nossas políticas culturais e sobre a importância de voltarmos o nosso olhar afetuoso para a comunidade surda capixaba.

Fotos: Tayson Felix/Secult e Lara Espíndola/@biblioteca.es

Leia a matéria completa no es.gov.br

Literatura Surda no Palácio Anchieta Read More »

Oficina de Literatura em Libras – NEAPIE

Oi, oi, pessoal! Gabriel aqui.

Hoje a convite da Kézia França participei da I Oficina de Literatura em Libras  @neapiecarapina 🤟 realizada na Superintendência Regional de Carapina em dois turnos! Oportunidade maravilhosa para dividirmos conhecimento sobre literatura inclusiva com professores DA e professores surdos!

Na oficina pudemos conhecer algumas atividades para sala de aula desenvolvidas pela professora surda Amanda Freitas e também os meus novos livros.

Muito em breve dividirei com vocês os livros da coleção Jorginho Pelo Brasil por aqui.

Além de apresentar os novos livros na oficina, falei sobre o processo criativo por trás do material. Como escrevi e publiquei os livro… Também falei da minha parceria com a excelente tradutora e professora bilíngue Wanessa Raylla.

Dividi com meus amigos professores que foram na oficina estratégias para a realização de dinâmicas em sala de aula. Jogos envolvendo os personagens e o tema dos livros. Todos esses materiais estarão disponíveis para a compra aqui no site em breve. 🤟

Muito obrigado pelo acolhimento! Amei conhecer todos os que foram 🤟 momentos que levarei para sempre no meu coração! 📚🖋️🤟

🤟🏽

Oficina de Literatura em Libras – NEAPIE Read More »

TVE revista

Oi, pessoal! Gabriel aqui. 👋🏼
Pela primeira vez entrei ao vivo na tv! 🤯 @natvicente_ me entrevistou na @tveespiritosanto para falarmos do meu livro “O JARDIM DA HELENA – ANIMAIS VOL 1” que foi possibilitado por meio do edital 021/2020 de literatura e incentivo a leitura da @secult.es (Funcultura). Deu frio na barriga! Mas fui tão bem tratado que me senti em casa. 🤟❤️ Muito feliz em poder de alguma forma trazer mais visibilidade para a comunidade surda e falar sobre a importância da acessibilidade.

Você pode assistir o programa na íntegra aqui neste link. 👈🏼

Se você tem interesse em divulgar o projeto ou colocar os livros na sua sala de aula… Entre em contato pelo mundobrel@gmail.com

Em breve teremos novos lançamentos! Tchau, tchau!

TVE revista Read More »